Como é mesmo que se fala? (Parte III)


Por incrível que pareça, um dos posts mais comentados em nossa fanpage são os posts onde passamos dicas da língua portuguesa. Não é à toa que já estamos entrando na terceira parte da série “Como é mesmo que se fala?” e vamos trazer desta vez os pequenos grandes deslizes na língua que ouvimos e lemos frequentemente, independentemente do grau de instrução da pessoa, é comum, vez ou outra, acontecer essa derrapagem na escrita e na pronúncia.


Veja AQUI a parte I e AQUI a parte II da série “Como é mesmo que se fala?”.


Como eu disse em um dos posts anteriores, em nossa área, da locução publicitária, quase sempre recebemos o texto pronto da agência, muitas vezes sem direcionamento sobre a pronúncia, e é nesse ponto que precisamos ficar atentos às armadilhas que eles nos trazem e, se for o caso, é interessante questionar com quem o escreveu sobre como se diz aquela palavrinha capciosa ou como o cliente prefere que ela seja dita no texto.


Embora não exista o certo e o errado definidos, precisamos tomar partido sobre como pronunciar a palavra. É importante lembrar que a fala vem antes da escrita. Esta última é a representação do que falamos, ou seja, se pronunciamos corretamente, assim também escrevemos.


Por isso, apresentamos uma seleção com outras 10 palavras que a maioria dos brasileiros fala errado. Confira:


1. “Sombrancelha”

Você com certeza já deve ter ouvido ou pronunciado a palavra assim, com um “m” sobrando. O correto é SOBRANCELHA.


2. “Iorgute”

Outro erro clássico dos falantes de língua portuguesa é o “iorgute”. O problema é apenas a letra “r” no lugar errado. A pronúncia mais adequada, de acordo com as normas da língua portuguesa, é IOGURTE.


3. “Entertido”

Novamente o “r” no local errado é o que acaba fazendo confusão. Quando você tiver ENTRETIDO com outras coisas, tome cuidado para não pronunciar errado a palavra.


4. “Aerosol”

Por mais inacreditável que possa parecer, de acordo com o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, a escrita correta não é “aerosol”, mas sim AEROSSOL. Isso mesmo, com dois “s”! Logo, a pronúncia correta é aerossol e não aerosol como todo mundo costuma dizer.


5. “Espinho de peixe”

As palavras espinho e espinha têm conceitos diferentes. O espinho é aquela estrutura pontiaguda encontrada em plantas e árvores, como nos caules das roseiras, por exemplo. Ele pode se referir também às estruturas encontradas na pele de alguns animais, usadas para defesa, como no caso dos ouriços.


Já a espinha, além de ser usada para definir as acnes que aparecem no rosto, é uma maneira comum de se referir à coluna vertebral. Por isso, o correto é ESPINHA de peixe e não espinho de peixe.


6. “Sêniors / Júniors”

Outro erro bastante comum é esquecer o “e” no plural de sênior e júnior, o correto é “SENIORES” e “JUNIORES”. Nesse caso a sílaba tônica também se altera PARA A LETRA “O”, com som fechado.



7. “Pertubar”

Parece que não saber onde colocar o “r” nas palavras é realmente um erro bastante comum. O correto é dizer PERTURBAR.


8. “Toráxico”

A grafia correta da palavra é TORÁCICO. o “x”, além da grafia, deve ser tirado também na pronúncia.


9. “Rejuvelhecimento”



O verbo rejuvelhecer não existe, o correto é rejuvenescer. Logo, se você quiser ficar mais jovem, pode tentar o REJUVENESCIMENTO.


10. “Guspir”

Pronunciar “guspir” é literalmente escarrar na cara da língua portuguesa. CUSPIR escreve-se com “c”, a palavra “guspir” não existe.



Gostaram das dicas? Tem mais alguma sugestão? Deixe nos comentários!





As dicas são do site Fatos Desconhecidos.

Fotos: Divulgação






Posts Recentes
Arquivo
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square