Qual fone usar durante a gravação de locução?


Foto: Reprodução


Quando você perguntar a um locutor sobre qual fone de ouvido é o mais indicado durante as suas gravações, pode esperar a lista de marcas e modelos ou então um simples “não tenho preferência, pois não uso fone durante a gravação”.


Por quê?


Alguns locutores alegam que para obter um desempenho fiel da sua própria voz, durante a leitura do texto narrado, o mais interessante é ouvir o som da voz real, que está sendo emitida no instante da gravação, o que beneficia a naturalidade de interpretação. Dispensado o uso dos fones evita-se a armadilha do retorno da voz processada eletronicamente, que altera suas características no retorno aos seus ouvidos, independente do nível de qualidade e preço deste acessório.


Por outro lado, os fones de ouvido durante a gravação são monitores que ajudam a dar mais confiança ao locutor, pois o som da voz amplificada faz com que tenhamos mais atenção ao resultado da performance e também ajuda o locutor a não perder a concentração com possíveis ruídos externos, o que pode afetar o resultado do trabalho.


O retorno da voz nos fones também ajuda o locutor a avaliar como está ficando a gravação em tempo real aproveitando-se dos efeitos de captação pelo seu posicionamento e distância do microfone. Além do monitoramento os fones facilitam a comunicação com o técnico de gravação e cliente ou diretor que estão fora da cabine e até em outro local, cidade, estado ou país. Assim, usar ou não os fones vai muito da preferência, experiência e tipo de atendimento oferecido ao cliente pelo profissional da voz.


Qual o melhor fone para o meu trabalho?


É muito comum haver confusão ou puro desconhecimento da especificação dos fones, seja para gravação, que é o nosso caso, ou mixagem e masterização que exige outros atributos deste essencial acessório.

Na hora de escolher o seu headphone fique atento a algumas importantes características como conforto, qualidade sonora, disponibilidade de peças de reposição (como almofadas auriculares) e principalmente o nível de isolamento acústico, que deve ser o nosso principal ponto de atenção. Vamos entender isso melhor.


São 3 os tipos de isolamento que caracterizam os fones de ouvido: aberto, fechado e semiaberto.


Para uso em locução recomendo os modelos fechados que oferecem menos vazamento do som reproduzido para o ambiente externo. E pode acontecer de o microfone captar, além da sua voz, o som dos fones por serem do tipo aberto ou simplesmente por estarem com o volume muito alto. Por essa razão, os semiabertos e abertos não são adequados para o nosso trabalho, pois suas características construtivas e de projeto não priorizam o isolamento acústico, sendo que durante uma sessão de gravação não se deve captar nada além da voz do locutor.


Existem inúmeras marcas, modelos e preços de fones no mercado que partem de uns 40 dólares e podem ultrapassar a casa dos 2.000 dólares. No Brasil, você encontra ótimos produtos de marcas como AKG, Sennheiser, Audio Technica, Sony, Beyerdynamic, Koss, Shure… A dica é fazer pesquisa dos modelos de fones fechados disponíveis na sua região, visitar as lojas com algumas músicas para testes no seu telefone, experimentar os fones para avaliar o conforto, a qualidade sonora, nível de isolamento (peça para alguém colocar os fones para você avaliar o nível de vazamento de cada modelo), disponibilidade de peças de reposição, assistência técnica e garantia.


Agora sim, com todos os dados na mão você já pode decidir qual o modelo mais adequado para você.


Durante as gravações habitue-se a usar os fones de ouvido com o volume baixo, de forma que eles sejam transparentes à sua performance e assim a sua voz saia o mais natural possível.


E então, como você prefere gravar, com ou sem fones? Você sabia das diferentes características de isolamento acústico?


Se gostou das dicas, curta a nossa página no Facebook, compartilhe com os amigos e participe com sua opinião.

Posts Recentes
Arquivo
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square