Please reload

Posts Recentes

Dicas e truques de edição de áudio para iniciantes

12 Jul 2017

 

É possível que você seja um locutor publicitário por escolha e um editor de áudio por necessidade. Se você está começando agora e não tem muita experiência em edição de áudio, estas dicas são para você.

 

Honestamente, se você quer se dedicar apenas ao trabalho de voz, um programa gratuito como o Audacity é tudo o que você precisa para gravar e editar, mas se você tem objetivos de produzir comerciais ou demonstrativos de voz, então sugiro programas com multipistas como o Reaper, Adobe Audition, Sony Vegas, entre tantos outros.

 

Disponibilizo o link do Audacity AQUI para você fazer o download. Por ser um software livre - ou freeware, ele permite o uso sem restrições. Lembrando que ninguém vive de brisa, eles aceitam doações para colaborar com essa bela inciativa.

 

Assim como o Audacity, o Reaper (disponível aqui) também é um Digital Audio Workstation (DAW), porém, repleto de recursos profissionais, distribuído na modalidade Nagware, ou seja, depois de 60 dias da instalação teste ele passará a manter uma janela aberta durante 5 segundos a cada inicialização, lembrando que se trata de uma versão de demonstração para que você legalize a sua cópia e passe a trabalhar sem este pequeno incômodo. 


PRIMEIRO, POR QUE EDITAR?

 

Existem muitas razões pelas quais você pode querer editar um arquivo em vez de deixá-lo “como está”. É comum gravarmos mais de uma vez algum trecho que não tenha ficado muito bom ou até opções para escolha futura, caso o texto permita ou gere dúvida de interpretação. Mas, digamos que você gravou o script direto, em tempo real, sem erros. Você ainda pode ajustar o tempo do áudio, reduzir algumas respirações exageradas ou eliminar pufs. São inúmeras as possibilidades e você tem que estar apto a atender às suas próprias exigências e às do seu cliente.
 

CHECANDO O MIC

 

Vamos partir do pressuposto que seu estúdio esteja preparado para as gravações e que você está pronto para gravar uma narração.

 

Mas antes de começar a gravar, faça uma verificação do seu sistema de gravação:


•    Leia seu texto com a voz no mesmo volume que você usará quando estiver valendo e acerte o nível de entrada;
•    Ajuste para que sua voz seja quente, presente e sem distorção. Você deve ficar atento aos picos de áudio para que nunca alcancem 0 dB, que se encontram nos extremos superior e inferior da trilha de gravação.

 

O QUE É NORMAL?

 

Embora seja verdade que você pode gravar em níveis baixos e depois normalizar (amplificar todo o áudio até que o maior pico alcance o valor pré-determinado, normalmente de 0 dB – eu prefiro -1 dB) de forma automática e ajustável o áudio depois de gravado, você só deve fazê-lo se estiver muito baixo.

 

A qualidade do seu áudio será tão boa quanto o som da sua voz aplicada em seu microfone, gravada na sua DAW. Lembre-se que se você está gravando em um nível baixo e depois der ganho você aumentará tudo, inclusive os barulhos ouvidos durante a gravação que não lhe pareciam presentes no início da edição, então fique atento.


NÃO COMPRIMA A VOZ

 

De uma maneira geral, nunca aplique qualquer efeito ou plugin que afete a dinâmica ou a equalização do seu áudio. Esse trabalho é função da produtora de áudio, especializada nesse assunto, que, acredite, é um assunto muito mais complexo do que parece. A sua função é imprimir o sentimento que o texto pede, seguindo as orientações da produtora/agência que devem lhe dizer o quanto de “empolgação” deve haver em sua voz na hora da gravação.

 

AJUSTE DE TEMPO

 

A compressão de tempo é uma ferramenta popular que deve permanecer guardada até que todas as outras opções tenham sido esgotadas.
Você deve ser capaz de gravar seu texto no tempo que lhe foi definido, caso contrário, grave novamente escolhendo outro ritmo.

 

TRABALHO DO PRODUTOR


De volta à compressão de tempo.

 

Nunca comprima o tempo a menos que você seja o produtor do serviço. Esse processamento deteriora o áudio com muita facilidade e exige experiência para que seja bem aplicado. Seus ouvidos podem pensar que a compressão soa bem, mas a pessoa a quem você envia pode ouvir detalhes no áudio que não foram intencionais e isso pode estragar tudo. Pensando em alternativas, note que você não pode cortar o texto sem um acordo comum entre todas as partes envolvidas na produção, no entanto, muitas vezes é possível “apertar” o áudio, encurtando o tempo de pausas e respirações exageradas ou até eliminando as desnecessárias, sem nunca esquecer que a gravação não pode perder a naturalidade.

 

Ao longo do tempo você se familiarizará com as formas de onda dos arquivos digitais de áudio e reconhecerá visualmente a diferença entre fala e respiração.

 

COMO CORTAR

 

 

Para fazer qualquer tipo de corte, simplesmente clique com o botão direito do mouse e arraste o cursor sobre o áudio que deseja remover.


Uma vez realçado, aperte a tecla DELETE no seu teclado.
Se você sentir que cometeu um erro, basta ir ao menu e selecionar DESFAZER ou UNDO.

Se o botão DELETE não funcionar no seu software busque, nas opções da barra de menu, pela função CUT ou DELETE. Você também deve encontrar o atalho de teclado ao lado da descrição.

 

Você pode respirar?

 

Evite remover as respirações. Algumas pausas melhoram a dramaticidade da leitura. E algumas inspirações e expirações simplesmente fazem você soar humano.
Às vezes basta cortar um pouco do espaço entre duas palavras em vez de eliminar a pausa completamente.

Estes cuidados poupam tempo e mantém muito da cadência pretendida. Na verdade esse tema é completamente subjetivo, então, confie no seu ouvido.
 

Espero que você tenha gostado desse tutorial. Sinta-se à vontade para comentar logo abaixo sobre seus próprios atalhos e dicas de softwares que você utiliza.

 

Até mais!!

 

 

 

 

Please reload

Siga
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square