Please reload

Posts Recentes

Quando devemos dispensar um cliente?

4 Apr 2017

 

Parece piada falar em recusar cliente em tempos tão difíceis, não é mesmo? Mas ‘peraí’... Nunca devemos recusar um cliente? Claro que devemos sim – em alguns casos -, em nome do nosso nome no mercado e para evitar algumas dores de cabeça.

 

Existem muitas razões pelas quais devemos evitar trabalhar com certas empresas. É preciso levar em conta a sua história no mercado, sua política de funcionamento, sua posição social. Mas por que tudo isso?

Simples. Estamos cada vez mais expostos nesse “Big Brother” online. O que você acha de fazer a narração do vídeo de uma empresa que pratica a exploração do trabalho infantil? No mínimo não é lá uma boa ideia e muito menos é correto compactuar com tal absurdo. Você faria?

 

E se aquela história bonita que você leu no roteiro, dizendo que a empresa é a maior fabricante de determinado produto no país, por exemplo, mas que – de formas obscuras - para ser essa gigante, ela acaba poluindo o meio ambiente de forma desastrosa e que a qualquer momento isso pode virar uma grande tragédia reconhecida nacionalmente? Isso não deve pegar bem pra você.

 

Você gravaria?

 

É preciso fazer a lição de casa antes de fechar qualquer serviço. É fundamental ter em mente que seu nome, seu trabalho construído à custa de muito esforço e dedicação não pode estar atrelado a empresas ou pessoas de conduta duvidosa. De repente você nem é tão conhecido como pode parecer e dificilmente alguém reconhece que aquela voz naquele projeto é a sua, mas nesse caso não é só o que os outros pensam, é também sobre como você se importa consigo mesmo enquanto profissional e cidadão.

 

Mas nem sempre é possível saber o que a empresa faz por baixo dos panos... É verdade! Isso lembra-nos do caso da JBS, Friboi e Tony Ramos. É impossível prever um evento desastroso como esse em qualquer empresa na hora de decidir aceitar um serviço, e nem é justo associar a vida, a imagem e a honra do ator em função de uma empresa que, até o momento da assinatura do contrato, não tinha nada que a desabonasse.

 

Mas depois que uma empresa foi envolvida em escândalos você não prestaria serviço para ela? Vamos pegar outro exemplo: Petrobras. Eu, muito provavelmente, não recusaria um trabalho para eles! E você?

Então, estamos em uma sinuca de bico?

 

Esse é um assunto que envolve diretamente as questões de ética que devem ser largamente debatidas, assim como em qualquer área profissional.

 

Agora, se existe um cliente que você deve recusar a qualquer custo é o cliente que gera dor de cabeça quando o assunto é o pagamento do serviço. Se você tem como fonte de renda apenas o seu trabalho como locutor publicitário, não vale a pena perder tempo com cliente (empresa/produtora) que não tem um mínimo de respeito por seus parceiros. Esse é o pior cliente e, provavelmente, o que menos contribui para seu crescimento profissional. Fuja dele. Se você quer se projetar como um grande profissional afaste-se de quem não sabe ser um.

 

E você, já recusou algum cliente? Por qual motivo?

Participe! Deixe seu comentário abaixo.

 

Até mais!

 

 

 

Please reload

Siga
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square