Please reload

Posts Recentes

Guia do home studio: tudo o que você precisa para começar

21 Mar 2017

 

Trabalhar em casa com locução publicitária é uma proposta atraente, mas ao contrário de muitos outros trabalhos freelancers que você pode fazer em casa, a produção de áudio de alta qualidade requer equipamentos que você pode não ter à mão.

 

>>> Confira a Parte II deste post aqui <<<

 

A boa notícia é que, embora você precise de alguns equipamentos especializados e softwares, eles não precisam ser caros.

 

Um studio caseiro capaz de gravar e editar áudio com qualidade profissional pode custar de algumas centenas de reais a alguns milhares. A barreira para começar não é tão alta como você poderia pensar.

 

Aqui está o seu guia para os equipamentos básicos que você vai precisar, com foco na adequação de um espaço de trabalho de alta qualidade sem quebrar muito o bolso.

 

Especificamente, abordaremos:

  • Microfone

  • Fones de ouvido

  • Computador

  • Interface de áudio

  • Software de gravação/edição

  • Localização/Acústica

Neste primeiro post vamos falar dos itens Microfone, Fones de ouvido e Computador; confira:

 

MICROFONE

Um microfone profissional é uma das peças mais importantes em um home studio. Sua voz é o seu instrumento, mas sem um microfone decente você dificilmente vai passar todo o seu potencial para o áudio uma vez que os microfones profissionais têm maior alcance dinâmico (superior a 90 dB sem distorção), permitindo-lhes capturar toda a gama de frequências que a voz humana produz. Sua voz soará mais rica, mais quente e mais atraente.

 

Os microfones profissionais também são melhores protegidos e usam componentes de alta qualidade, reduzindo a presença de ruídos internos indesejados – é o que chamamos de relação sinal/ruído.

 

Para voz em locução, dentro do studio, o tipo de captação mais indicado para o nosso microfone é o direcional, padrão cardioide. Existem microfones multi-padrão, mas não interessam para o nosso uso.

 

Para sustentar o microfone durante uma gravação você precisará também de um pedestal de chão ou de mesa, conforme a sua preferência em trabalhar em pé ou sentado com o microfone sobre a mesa.

 

Dica: Qualquer que seja o microfone escolhido, alguns acessórios são de grande importância como a tela anti-puf (ou filtro pop) e o suporte elástico (ou aranha). A tela anti-puf limita a pressão do ar sobre a cápsula do microfone, principalmente nas sílabas “P” e “B”, evitando os pufs além de proteger a cápsula dos respingos de saliva. Já o suporte elástico mantém o microfone isolado das vibrações do chão ou mesa onde estiver apoiado o seu pedestal. Essas vibrações induzem ruído e/ou distorção ao som captado pelo microfone.


FONES DE OUVIDO

Depois de ter um microfone de alta qualidade você precisa ouvir bem o som que produz. Não é absolutamente necessário investir em monitores de studio de nível profissional, que podem ser caros, mas se estiver “podendo”, leia esta matéria AQUI para se informar melhor a respeito. Enquanto isso, um par decente de fones, do tipo fechado, se for usá-lo durante a gravação, atenderá perfeitamente bem neste primeiro momento. Quer ler mais sobre esse assunto? Veja mais dicas AQUI.


COMPUTADOR

Você precisará de um bom desktop com uma configuração que rode sem dificuldade os softwares necessários para gravação e edição de suas locuções (vamos falar sobre isso mais na frente). A dica é evitar laptops com telas muito pequenas porque eles podem fazer da edição um desafio, mas, caso contrário, seu laptop atual ou computador de mesa já ajuda bastante. Basicamente, um PC com processador Intel i5 com 8GB de memória RAM (Random Access Memory) e dois Hds, um para sistema e outro para os arquivos, já está de bom tamanho para você trabalhar sem problemas. O tablet é uma ferramenta importante para visualizar o roteiro tanto durante a gravação quanto na edição.


GLOSSÁRIO:
Alcance dinâmico ou faixa dinâmica: é um parâmetro medido em dB (decibel) que indica o espaço útil de áudio desde o nível mínimo até o nível máximo suportado, sem distorção.

 

Relação sinal/ruído: especificada em dB, é a proporção entre o sinal de áudio e o de ruído interno do equipamento (todo equipamento possui um nível de ruído, os melhores, menos).

 

Na próxima edição falaremos sobre Interface de áudio, Software de gravação/edição e Localização/acústica.

 

Tem alguma dúvida, dica ou sugestão?

Deixe nos comentários!!

Até mais!

 

 

 

 

 

Please reload

Siga
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square