Please reload

Posts Recentes

Sua voz é o seu negócio?

18 Jan 2017

 

Um dos maiores erros que cometemos como locutores é tratar nossa carreira como um trabalho apenas, e não como um negócio.

 

Você se apresenta como um empreendedor, dono da sua própria empresa? Se a resposta for não, então você não está dando a importância devida ao seu esforço.


Pense sobre o que faz de um negócio ser um grande negócio... Pense em como uma grande empresa alcança o sucesso...


Tenho certeza de que todos nós concordamos que, para ser bem-sucedidas, essas empresas têm de ser extremamente organizadas financeiramente. Veja:

- Eles (os empresários) sabem quanto dinheiro eles ganham e exatamente quanto dinheiro eles gastam.

 

- Eles têm uma conta bancária, cartões de crédito corporativos - que eles usam para todas as despesas da empresa. Eles sabem como e quanto é o lucro.


Você pode estar dizendo: "Mas eu não sou contador!" Verdade.


No entanto, por mais desafiador que possa parecer inicialmente, você pode e deve aprender a se organizar financeiramente, para manter o controle adequado de suas finanças e mantê-las separadas de suas finanças pessoais.

 
Algumas dicas que você deve implementar imediatamente:

 
ARQUIVO FINANCEIRO

 
Se você guarda todas as suas contas, recibos, extratos bancários/cartão de crédito e outros registros financeiros em pilhas ou sacos ou caixas de sapatos - o seu primeiro passo é fazer uma triagem e organizar tudo por tipo de documento.


Dica: dê play em uma música divertida, espalhe a papelada no chão da sala ou em cima de uma mesa e comece a separar todos os papéis: faturas de cartão, boletos pagos, recibos, contas de água, luz, telefone etc.


E DEPOIS?


É importante que você comece imediatamente a controlar seus ganhos e despesas. O segredo para fazer esse diagnóstico financeiro é, antes de tudo, descobrir em que ponto você está. Nós locutores geralmente temos uma renda flutuante: em uma semana podemos ter uma lista grande de trabalhos para fazer, mas na semana seguinte, de repente, não aparece nada. E nesse ponto você pode pensar  que não há nenhuma maneira de controlar a sua renda mensal,  tendo em vista esses altos e baixos. Isto não é absolutamente verdade, embora exija um pouco de jogo de cintura da sua parte.


RENDIMENTO MÉDIO

 
Para determinar sua renda mensal média, você precisará calcular seus ganhos nos últimos seis meses. Caso não faça ideia do que faturou nesse tempo, tenha um valor base para cada mês (lembrando de que alguns meses podem ter sido mais lucrativos que outros), some e depois divida por 6. Assim você terá uma base dos seus rendimentos. Registrar seus ganhos e gastos em uma planilha de computador ajuda muito nesse processo. Você também pode utilizar programas como o Organizze, que está disponível para PC e smartphones.

Também recomendo uma planilha para controle dos trabalhos concluídos com data de execução e previsão de recebimento para não se perder e organizar suas cobranças.

 


AGORA AS DESPESAS

 
O próximo passo é fazer a mesma coisa com as despesas: voltar para os últimos seis meses e fazer essa média, caso tenha problema para relembrar os gastos, dê uma olhada nos extratos do cartão do banco e de crédito (aqueles da triagem), isso pode ajudar. A partir disso, registre religiosamente cada transação (mesmo que sejam gastos mínimos). Em poucos meses, você terá um diagnóstico completo de suas despesas.


TENHA O CONTROLE DE SEUS GASTOS À VISTA

 
Há uma razão pela qual muitos de nós não tiram um tempinho para fazer isso. Temos medo de descobrir a realidade e deixar mais na cara que estamos gastando mais do que estamos ganhando. Não é fácil lidar com essa realidade, mas ela pode ser um divisor de águas na sua vida financeira.

 

Mais uma dica: divida os ganhos. Exemplo: x% do que você receber no período de sete dias, por exemplo, é para gastos pessoais (aluguel, mantimentos, roupas, férias e poupança, claro!.) e a outra parte é para manter a empresa (equipamentos, serviços terceirizados e outros).

 
Por que é importante seguir as sugestões acima? Se o seu negócio não é executado tal como uma empresa, você nunca será bem sucedido.


Não espere ter uma renda empresarial enquanto você está tratando seu trabalho como um “trabalhinho extra” ou “até que apareça algo melhor”.

 

Se você mantiver registros apropriados - registros que indicam claramente que você está executando um negócio (separado de sua vida pessoal), você já pode se considerar um empresário. Mantendo esses registros precisos, você será capaz de acompanhar o progresso de seus negócios com facilidade. Você vai ver como sua renda aumenta e vai saber o ponto em que você realmente precisa investir mais.

 

Gostou das dicas? Tem mais alguma sugestão? Comente. Compartilhe.


Até a próxima!


 

Please reload

Siga
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square